Dica de Cinema: O Lobo de Wall Street

Para que uma marca se mantenha e cresça, o marketing e a publicidade sempre serão primordiais, porém, não podemos deixar de reconhecer o valor de um colaborador que é primordial dentro de qualquer tipo de negócio: O vendedor.

Este profissional possui uma importância enorme, mesmo nos dias de hoje em que as pessoas costumam fazer suas compras on-line, sem ter o mínimo contato com algum colaborador ou representante do produto ou serviço adquirido. Isso porque vender é muito mais do que oferecer e convencer o candidato a cliente a comprar algo, é uma arte estratégica que inclui processos que devem ser muito bem planejados, assim como falamos no conteúdo sobre funil de vendas.

Para saber mais sobre funil de vendas, clique aqui

A nossa Dica de Cinema de hoje é focada na história real de um grande vendedor chamado Jordan Belfort, retratada na cinebiografia que talvez seja a mais mencionada como essencial para empresários, empreendedores e vendedores. Estamos falando de “O Lobo de Wall Street” ( “The Wolf of Wall Street” no original), baseado no livro homônimo, escrito pelo próprio Jordan Belfort. É um filme estadunidense de 2013, dirigido pelo gigante Martin Scorsese e protagonizado pelo aclamado Leonardo DiCaprio.

Deixamos claro que Jordan Belfort não é um exemplo de humanidade e ética. No decorrer do filme fica claro que o jovem possuía falhas de caráter, maus hábitos e vícios abusivos que o fizeram cair em determinados momentos de sua carreira no mundo dos negócios, ocasiões que são muito bem retratada no longa. Porém, quando o assunto é vendas, Jordan é um verdadeiro professor, tanto que chegou a vender cursos para ensinar as melhores técnicas de vendas e foi muito bem sucedido nessa empreitada.

A história começa em meados dos anos oitenta com o protagonista vendendo sorvete para conseguir pagar a mensalidade da faculdade, em um tempo que planejava ser dentista, porém, desiste em determinado momento ao ouvir de alguém que aquela já não era a área mais indicada caso ele quisesse ficar rico. Jordan desiste da faculdade neste exato momento e passa a vender carne e peixe de porta em porta até chegar a trabalhar na bolsa de valores.

A história é tão marcante e original que fica difícil falar da mesma sem soltar spoillers sobre o filme, pois se tem algo que “O Lobo de Wall Street” faz com maestria, é impressionar. Em suas três horas de duração, o longa nos prende por não possuir clichês e por ser repleto de momentos absurdos que nos fazem pensar “será que isso realmente aconteceu?” e a resposta para essa questão é: Sim.

Se você nunca assistiu esse longa, assista imediatamente. Caso já tenha assistido, indicamos que assista novamente com atenção e intenção de tirar lições através dos atos e das consequências de Jordan. Para que você se inspire em aprender com esta obra, listamos três ensinamentos importantes que o filme nos passa:

1 – Não importa quem seja o cliente, você deve vender.
No decorrer da história, é notável que Jordan consegue tirar leite de pedra e vender gelo para esquimó, sempre focado nos resultados que almeja. Apesar de preferir vender para pessoas com um grande poder monetário por enxergar maiores chances de lucrar, Jordan não trata nenhum cliente que possua menores condições financeiras de forma diferente. Ele enxerga todo mundo como um cliente em potencial e independente da condição monetária, ele arruma um jeito de vender.

2- Passe o seu aprendizado adiante.
Como mencionado acima, Jordan chegou a palestrar em um curso focado em fazer com que as pessoas vendessem mais e antes mesmo deste curso, ele sempre ensinou seus funcionários a melhor forma de chamar a atenção de um cliente e efetuar uma venda. Com isso, ele ajudou muitas pessoas a alcançarem o sonho da riqueza, mas não apenas com a intenção de ajudá-las, mas também (e principalmente) com a intenção de lucrar (e muito) com isso.

3 – Reúna uma equipe dedicada.
Jordan sempre soube que para alcançar os seus objetivos, precisaria de uma boa equipe e ele prioriza isso, não apenas as capacitando, mas escolhendo pessoas dedicadas e interessadas em adquirir este aprendizado. Essa é uma lição fundamental para todo e qualquer empreendedor.

4 – Seja um grande líder.
Como dito acima, Jordan não era nenhum santo e essa nunca foi a sua proposta, porém é inegável o fato de que ele era um grande líder. Além de capacitar pessoas e escolher pessoas dedicadas, ele sempre lhes passava lições e os motivava. Com isso ele não se tornaria apenas “o chefe”, mas sim um grande líder. Mesmo com seus erros, exageros e quedas, não podemos negar que Jordan sabe liderar e muito bem uma equipe e mais que isso: Consegue nos ensinar a liderar.

Uma curiosidade interessante é que Jordan Belfort não relatou sua história apenas em “O Lobo de Wall Street”, após o best-seller, escreveu um segundo livro interessantíssimo que dá continuidade a história, chamado “A Caçada ao Lobo de Wall Street” o qual vale muito a pena a leitura.

Gostou da indicação? Quer assistir ao filme? Então faça isso agora mesmo. O filme “O Lobo de Wall Street” encontra-se disponível no catálogo do Amazon Prime Video e também no Youtube e Google Play Filmes para locação.

Escrito por: Amauri Dantas