Dica de cinema: Bauhaus

Semana passada estreamos em nosso blog uma dica de leitura, essa semana, daremos uma dica de cinema. O cinema atinge a todos e pode despertar as mais variadas emoções, pensamentos, pode contar estórias fictícias ou histórias reais.
Como disse o cineasta franço-suíço Jean-Luc Godard: “Fotografia é verdade. Cinema é verdade 24 vezes por segundo.”

Nossa indicação cinematográfica será um filme baseado em fatos reais que conta muito da história do design moderno e da luta das mulheres por igualdade e respeito em meio a sociedade e também como artistas.

Estamos falando de “Bauhaus” (“Lotte am Bauhaus” no original), dirigido por Gregor Schnitzler com o apoio de Annemarie Jaegg, atualmente diretora do Arquivo da Bauhaus.

Mas o que é Bauhaus que dá título ao filme?
Bauhaus foi a primeira escola de design do mundo, fundada na cidade de Weimar na Alemanha em 12 de abril de 1919 pelo arquiteto Walter Gropius. É considerado até hoje o estabelecimento de ensino mais importante do mundo nas áreas arquitetura, arte e design.

Qual é o enredo do filme?
A história se passa no início dos anos 20 e é focado em mulheres que participaram da instituição e das dificuldades que passaram. A protagonista é Lotte Brendel (vivida por Alica de Rittenberg e inspirada na designer Alma Siedhoff-Buscher) que ingressou na escola mesmo com a total desaprovação de seus pais e ainda assim foi uma da pouquíssimas mulheres a conseguir participar das aulas de escultura naquela época, já que por preconceitos de gênero e visões antiquadas, as mulheres costumavam participar apenas de workshops de tecido e custura.

O filme é uma obra de arte completa, que motiva, faz chorar, faz sorrir. Ensina muito sobre a história do design como conhecemos e também nos faz lembrar o quão difícil foi pras mulheres serem reconhecidos como excepcionais artistas.
Vale a pena assistir.

O filme se encontra disponível na plataforma de streaming espanhola “Filmin”.

Escrito por: Amauri Dantas.